Wednesday, December 20, 2006

AGUDOS [FALSETE, HEAD VOICE E BELTING]! - Caio.

AGUDOS [FALSETE, HEAD VOICE E BELTING]Falsete é um nome dado pra diversas coisas diferentes... No lírico tudo q num é modal (voz natural de qualidade, basicamente a voz de peito) e vai pro agudo é falsete, então tanto falsete qnt voz de cabeça se enquadram na mesma coisa... O termo "voz de cabeça" pros homens no lírico é quando a ressonância da voz fica misturada entre cabeça e peito (basicamente uma voz mista, só q com uma suruba de harmônicos, por isso a voz fica tão poderosa,) então sempre q vc corta o peito na ressonância vc vai pro falsete no canto erudito. Mas estudos recentes (me refiro ao século 20) mais baseados em vídeo laringoscopia e talz dão duas definições diferentes pro falsete... Tem o falsete a la king diamond, the darkness, prince, q é aquele bem aviadado, bem apitado, onde a videolaringoscopia mostra q as pregas se posicionam assim () e a qualidade da voz pode ser duvidosa... E tem a voz de cabeça, q é o popular berro agudo e estridente q os cantores principalmente do rock (mas não somente) usam, é simplesmente uma forma de cantar no mesmo registro de voz da infância, pois quando crianças somos basicamente voz de cabeça devido à laringe hiper estreita e as pregas bem fininhas, a vibração num desce pro peito. Na voz de cabeça as pregas se mantêm assim: \/, o q ocorre é que a laringe se espreme toda e as pregas vocais são escancaradas, relaxam, por isso é tão confortável (quando se consegue) cantar nesse registro Bem, lá vou eu, o canto parte da voz modal (to excluindo o registro basal - fry) do grave e vai tencionando enquanto se sobe o tom, quando passamos pelo do central (do3) a passagem já devia ser feita ou deverá ser feita (depende do naipe de voz), no ponto exatamente antes da passagem as pregas estão tencionadas e a laringe escancarada... Então temos três modalidades...

...continuação1 – No canto lírico, num sei ao certo, creio q os homens nunca abandonam a voz modal, mas isso é achismo meu, então sobre essa opção eu num posso falar nada, :/ 2 - no popular temos o belting (rockstyle pros homens), é o famoso canto americano, a la Broadway, onde a laringe se espreme e as pregas não relaxam, ficam tencionadas e parece que tudo na sua garganta vai explodir (essa técnica é bem danosa qdo má utilizada) quase todo mundo canta desse jeito, é natural de todo o iniciante começar a berrar como belter antes de sacar o q é voz de cabeça 3 - temos a famosa (pq todo mundo aqui já ouviu falar) e ao mesmo tempo desconhecida (pq a maioria nem sabe como é) voz de cabeça q todo o cantor q presta mesmo tem q saber usar, é uma técnica meio q obrigatória, sem ela vc corta quase uma oitava da sua tessitura vocal. Aqui as pregas vão relaxando e a laringe se espremendo, isso ocorre rápido, esse reajuste (passagio) é bem complexo e exige treino, o som q se emite enquanto rola essa transição é a voz mista, quando entramos em voz de cabeça totalmente a laringe está fininha, as pregas estão bem relaxadas e a voz soa aguda como no falsete, mas poderosa como na voz de peito... Essa é a voz de cabeça Bem, vcs podem até ter entendido como isso funciona na teoria, mas na pratica cada caso é um caso, tem gente q faz voz de cabeça na boa (principalmente quem começou a cantar desde muito cedo), tem gente q acha q nem tem voz de cabeça (mas tem, todo mundo tem, o q nem todo mundo tem é falsete)... Concluindo, é um saco de aprender isso, mas qnd se aprende, serio, e como se nascêssemos de novo...

2 comments:

Silvio said...

Dicas muito boas na parte de Head Voice!!

vlwwww

Wesley Helio Ferreira said...

Caraca massa demais véi!! Essa postagem tem um conteúdo show de bola!